• Agencia X10

Indústria eletrônica brasileira se reorganiza para apoiar combate à Covid-19



Com dificuldade de importação de equipamentos médicos, linhas de produção nacionais são reajustadas para acelerar o abastecimento interno.

Desde fevereiro surgem notícias de que a indústria eletrônica do Brasil teve suas atividades profundamente afetadas pelo coronavírus. Agora, as empresas do setor estão se reorganizando como podem para ajudar no combate à Covid-19, preparando-se para produzir componentes médicos. A Flex (ou Flextronics Brasil), que chegou a paralisar a produção de celulares da Motorola por falta de peças e chegou a dar férias coletivas para seus funcionários, confirmou que separará parte de suas plantas para produzir ventiladores pulmonares em grande escala. O equipamento se tornou fundamental na luta contra a Covid-19, permitindo que os doentes continuem respirando. Mais companhias do setor também se preparam para auxiliar na produção dos modelos vendidos no Brasil. A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), aponta também o caso da Positivo, conhecida marca de eletrônicos brasileira, que junto de outras empresas da área, se comprometeu produzir componentes para a montagem dos ventiladores. A reorganização industrial se mostra fundamental neste momento em que, como o próprio ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta tem reforçado, a importação de equipamentos médicos se tornou uma tarefa complexa. Como o mundo inteiro está passando pela mesma crise, a competição por equipamentos, especialmente os fabricados na China, se tornou brutal. Há outros tipos de ajuda neste momento. No caso da LG, a empresa se comprometeu a doar equipamentos eletrônicos para os hospitais de campanha que estão em construção em São Paulo para atender aos pacientes da Covid-19. A fabricante de equipamentos de rede e telecomunicações Nokia (não confundir com a HMD Global, que anunciou chegada ao Brasil com celulares da marca Nokia) também ofereceu ajuda da sua forma, com a criação de um sistema de prevenção epidêmica, que será oferecido aos governos para identificação de pessoas vulneráveis e controlar quarentenas.




Fonte: Olhar Digital


5 visualizações

 Desenvolvido e criado por Agência X10

Desde 2008 ®2020 - Direitos reservados a Nexstill Assistência Técnica Smartphones 

A melhor franquia de assistência técnica de Smartphones do Brasil, Troca de tela na hora em Santo André, Troca de tela na hora em São Caetanos do Sul, Troca de tela na hora em São Bernardo do Campo, Troca de tela na hora em Diadema, Troca de tela na hora em Mauá, troca de bateria IPhone Santo André, assistência †écnica Sansumg em Santo André, assistência †écnica Sansumg São Caetano do Sul, assistência †écnica Sansumg São Bernardo do Campo, assistência †écnica Sansumg Mauá, assistência †écnica Sansumg Diadema, assistência †écnica Motorola em Santo André, assistência †écnica Motorola em São Bernardo do Campo, assistência †écnica Motorola em Mauá, assistência †écnica Motorola em Diadema, assistência †écnica Motorola em Diadema, assistência †écnica Asus em Santo André, assistência †écnica Zenfone em Santo André, assistência †écnica Zenfone em São Caetano do Sul, assistência †écnica Apple, troca de bateria zenfone, troca de bateria zenfone santo andré, troca de bateria zenfone São Caetano o Sul, troca de bateria zenfone São Bernardo do Campo, troca de bateria zenfone Diadema, troca de bateria zenfone  Mauá, Conserto de celular na hora em Santo André, Conserto de celular na hora em São Bernardo do Campo, Conserto de celular na hora em São Caetano do Sul, Conserto de celular na hora em São Paulo, Conserto de celular na hora em Mauá, Conserto de celular na hora em Diadema, arrumar celular na hora em Santo André, arrumar celular na hora em São Caetano do Sul, arrumar celular na hora em São Bernardo do Campo, arrumar celular na hora em Mauá, arrumar celular na hora em Diadema.