• agenciax10

Motorola Razr: novo celular flip com tela flexível revive o icônico V3


O Motorola V3 está de volta. Quinze anos depois, é revelado o Motorola Razr, primeiro celular da marca com a característica de dobrar ao meio. A ideia é mantê-lo fechado dentro do bolso para trazer mais comodidade. O telefone tem preço sugerido de US$ 1.499,99 nos Estados Unidos, cerca de R$ 6.520 em conversão direta. Está confirmado no Brasil nos primeiros meses de 2020.


Motorola Razr 2019: saiba tudo sobre o celular que resgata o Motorola V3

O anúncio ocorre num momento em que as rivais de peso Samsung e Huawei correm para produzir o primeiro smartphone dobrável. Os coreanos estiveram em apuros ao longo do ano, mas já vendem o Galaxy Fold no exterior. O Huawei Mate X ainda não chegou ao mercado. Enquanto isso, a Motorola decidiu revisitar o V3 e repetir o modelo de telefone flip, só que agora com muita tecnologia envolvida.






Conheça o Motorola Razr

São duas telas: a externa de 2,7 polegadas e a interna de 6,2 polegadas. Por dentro, trata-se de uma espécie de OLED plástico que se movimenta como uma folha de papel. Ao menos no tamanho, está em linha com smartphones premium, com a proposta de ver filmes e séries com maior imersão. Pena que a resolução é apenas HD, um gargalo em tempos de 4K HDR.


Donos saudosos do V3 vão lembrar que a parte de cima comportava a tela e a parte de baixo trazia o teclado. A ideia se repete aqui, mas tudo é interativo, sensível ao toque.

Representantes explicaram que o Motorola Razr mantém a base onde ficam as antenas, o alto-falante e a biometria por impressão digital. Além disso, eles argumentam que toda a estrutura foi projetada para dar mais durabilidade ao equipamento, uma preocupação constante do mercado desde as primeiras críticas ao Galaxy Fold.


Pode inclusive receber gotículas de líquido, embora a fabricante destaque que não é um produto resistente à água – não pode ficar submerso em hipótese alguma. Ele recebeu um tratamento repelente como forma de proteção.

Os executivos disseram em vários momentos que o aparelho se fecha como uma concha do mar. A área interna utiliza display com vários contornos nas bordas, para trazer um ar mais futurista. Não por acaso, o termo “luxuoso” também foi amplamente utilizado.

Para completar, uma câmera de selfies modesta, com apenas 5 MP.


Um quê de intermediário

A estrutura externa lembra muito o antepassado V3, com a telinha crescendo para 2,7 polegadas. Ali está a função de visualização rápida de notificações e informações. Qualquer mensagem que chegue via WhatsApp pode ser lida diretamente no display menor. Há ainda a opção de ditar uma resposta por comando de voz, mas não é possível escrever – tal qual acontece nos relógios smart.



Apesar do adjetivo “luxuoso”, vale lembrar que o smartphone não compete na classe dos aparelhos premium. O processador está longe de ser o Snapdragon 855, o mais potente da Qualcomm; a RAM é metade dos 12 GB vistos em alguns telefones de ponta à venda atualmente; o armazenamento de 128 GB lembra modelos intermediários; e o novo modelo nem sequer oferece câmera dupla.



A chefe de marketing da Motorola, Renata Altenfelder, explica que os engenheiros buscam um equilíbrio entre funcionalidade e estética. Ela mesma reconhece que o smartphone não traz as especificações mais elevadas. Ao mesmo tempo, defende que se trata de um produto aspiracional, com forte apelo entre os amantes da moda e aqueles que buscam ter o que há de mais novo no mercado – no caso, a tela flexível.

Vale lembrar que o novo Razr não funciona com SIM card físico. Ele depende do eSIM para autenticar e se conectar à rede da operadora de telefonia.


Ficha técnica do Motorola Razr

  • Tela interna: 6,2 polegadas pO

  • LED HD (2142 x 876 pixels)Tela externa: 2,7 polegadas g

  • OLED Super VGA (800 x 600 pixels)

  • Câmera interna: 5 megapixels e f/2.0

  • Câmera externa: 16 megapixels e f/1.7

  • Processador: Snapdragon 710 (octa-core de até 2,2 GHz)

  • Memória RAM: 6 GB

  • Armazenamento: 128 GB

  • Bateria: 2.510 mAh

  • Carregador: Turbo

  • Power 15W

  • Sistema: Android 9 (Pie)

  • SIM Card: eSIM

  • Conectividade: Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, 2,4 e 5 GHz, Bluetooth 5.0, GPS, AGPS, LTEPP, SUPL, GLONASS

  • Sensores: biometria por impressão digital, acelerômetro, bússola, giroscópio, proximidade e luz ambiente




Fonte: Tech Tudo

7 visualizações

 Desenvolvido e criado por Agência X10

Desde 2008 ®2020 - Direitos reservados a Nexstill Assistência Técnica Smartphones 

A melhor franquia de assistência técnica de Smartphones do Brasil, Troca de tela na hora em Santo André, Troca de tela na hora em São Caetanos do Sul, Troca de tela na hora em São Bernardo do Campo, Troca de tela na hora em Diadema, Troca de tela na hora em Mauá, troca de bateria IPhone Santo André, assistência †écnica Sansumg em Santo André, assistência †écnica Sansumg São Caetano do Sul, assistência †écnica Sansumg São Bernardo do Campo, assistência †écnica Sansumg Mauá, assistência †écnica Sansumg Diadema, assistência †écnica Motorola em Santo André, assistência †écnica Motorola em São Bernardo do Campo, assistência †écnica Motorola em Mauá, assistência †écnica Motorola em Diadema, assistência †écnica Motorola em Diadema, assistência †écnica Asus em Santo André, assistência †écnica Zenfone em Santo André, assistência †écnica Zenfone em São Caetano do Sul, assistência †écnica Apple, troca de bateria zenfone, troca de bateria zenfone santo andré, troca de bateria zenfone São Caetano o Sul, troca de bateria zenfone São Bernardo do Campo, troca de bateria zenfone Diadema, troca de bateria zenfone  Mauá, Conserto de celular na hora em Santo André, Conserto de celular na hora em São Bernardo do Campo, Conserto de celular na hora em São Caetano do Sul, Conserto de celular na hora em São Paulo, Conserto de celular na hora em Mauá, Conserto de celular na hora em Diadema, arrumar celular na hora em Santo André, arrumar celular na hora em São Caetano do Sul, arrumar celular na hora em São Bernardo do Campo, arrumar celular na hora em Mauá, arrumar celular na hora em Diadema.