• agenciax10

6 MANEIRAS DE DEIXAR SEU CELULAR MAIS SEGURO


Todo dispositivo precisa de segurança, ou seja, todo aparelho tecnológico precisa de atenção. Para um celular mais seguro existe algumas dicas que podem auxiliar neste processo.


Poucos usuários sabem, mas todos os smartphones podem ficar vulneráveis. Como exemplo, em setembro do ano passado, a Sophos Labs descobriu que mais de 30% ransomware (software que roubam dados) estavam na plataforma Android. Inclusive, existem mais de 10 milhões de aplicativos Android considerados suspeitos.


Com o crescimento do malware móvel, os usuários precisam estar atentos para que seu aparelho fique seguro.


A seguir veja seis maneiras de garantir a proteção.


1 – Bloqueio do telefone

O usuário pode fazer com que o aparelho seja bloqueado quando não estiver em uso. A função impede que outros acessem o seu dispositivo, assim como seus dados.


Ao definir a opção, configure o número de minutos e de preferência para um intervalo curto. O dispositivo também deve usar como padrão a tela de bloqueio após reiniciar, assim como um PIN, pois é mais seguro que a impressão digital ou outro atalho.


– Atualize sempre seu dispositivo

Os usuários do Android e iOS precisam que seu telefone se mantenha atualizado. No entanto, alguns usuários do Android sofrem problemas com atualização.


Neste sistema, segundo números de fevereiro de 2018,a versão mais comum é Nougat (7.0, 7.1), com 28,5%, do mercado, porém, apenas 1,1% dos usuários estão com a mais recente Oreo (8.0, 8.1). Já o KitKat já tem cinco anos e segue com 12% do mercado, de acordo com a Fossbytes.


Para a Apple, os dados são mais favoráveis com o iOS 11.2, que está presente em 70% do mercado, assim uma minoria utiliza as versões anteriores.


No entanto, no caso do Android, algumas fabricantes de celulares ou operadoras não estão lançando atualizações para seus telefones. Como consequência o dispositivo fica vulnerável.


Como alternativa, se o seu telefone não recebe atualização reconsidere comprar um novo. Um aparelho mais atual oferece atualizações em longo prazo.


3 – Marcas desconhecidas

Existem alguns smartphones de origem duvidosa que às vezes não oferecem a segurança adequada ao usuário. Como recomendação o ideal é procurar pelas marcas tradicionais. Evite telefones de segunda ou terceira linha sempre que possível.


4 – Criptografia

Hoje os usuários levam todas as suas informações no seu aparelho, como fotos, e-mails, contatos e muito mais. Ou seja, com tanta informação você quer o seu celular mais seguro.


Para cuidar das suas informações como opção vale criptografar o seu dispositivo. Ainda bem que é possível encontrar o passo a passo na internet.


5 – Veja se tem vírus

Os smartphones estão cada vez mais dispostos aos malwares, como o ransomware. Para evitar, a solução é utilizar um aplicativo anti-malware seguro.


Além disso, evite fazer o download de fontes não confiáveis, pois podem ser uma entrada para vírus e malware.


6 – Diga não ao Jailbreak

Diversos usuários de iPhones têm feito o Jailbreak (desbloqueado) do seu celular para aproveitar todos os seus recursos. O problema é que isto permite o download de diversos aplicativos que possam apresentar malware.

Como exemplo, o malware KeyRaider atingiu iPhones desbloqueados em 2015, e resultou em que 225.000 contas da Apple, incluindo senhas, fossem encontradas no servidor.


No Android, o responsável foi o malware Copycat que afetou 14 milhões de dispositivos.


Ou seja, o ideal é não fazer o Jailbreak para manter o seu sistema operacional original protegido e livre de ameaças.


Fonte: Blog Troca Fone


4 visualizações0 comentário